As nossas férias no Brasil e a saudade

Ando sumidissima por aqui né? Mas hoje acordei com saudades do blog e estou com planos de voltar a postar mais frequentemente. A verdade é que as vezes na correria eu acabo priorizando o canal do youtube. Muitas vezes eu também fico sem ideia de posts e com receio dos conteúdos do blog e canal ficarem muito repetitivos. Mas darei um jeito nisso e voltarei a escrever mais por aqui 🙂

Hoje vim aqui contar pra vocês um pouquinho de como foi a nossa visita ao Brasil.

 

A IDA

 

Eu e Tim deixamos Amsterdam na tarde do dia 20 de maio com destino à Casablanca no Marrocos, nossa primeira parada. Depois de mais ou menos 3 horas, lá estavámos nós no aeroporto de Casablanca para uma longa conexão de 11 horas. O motivo pelo qual escolhemos esse vôo tão longo e cansativo foi o preço. As passagens pela Royal Air Maroc estavam bem mais em conta do que as das outras companhias aéreas. Confesso que quando compramos as passagens estavámos mais receosos em relação a companhia aérea em si do que com o tempo da viagem.

Lemos várias reviews negativas sobre a Royal Air Maroc, mas no fim voar com eles foi super tranquilo. Por ser uma conexão longa, tivemos direito a hotel pra passar a noite em Casablanca, além de transporte e alimentação. Tudo pago pela Royal Air Maroc! Nesse vídeo aqui embaixo falei mais sobre isso.

 

 

2 MESES NO BRASIL

 

Quando finalmente chegamos em São Paulo o cansaço desapareceu completamente e deu espaço pra uma ansiedade surreal. Eu tremi da hora em que desci do avião até o momento em que deitei pra dormir na cama quentinha na casa da minha família.

E o que falar deles? Da minha família que eu não via a mais de dois anos? Meu Deus, como foi incrível encontrar todo mundo e ver que ao mesmo tempo em que tudo mudou, nada mudou. Desde que eu me mudei para a Holanda, eles mudaram de casa, de bairro e de rotina. O quarto que eu me lembrava de dividir com a minha irmãzinha já não era o mesmo. O parque que andavamos com os cachorros também não. A academia, o mercado, o ponto de ônibus… tudo novo. Mas o amor, a intimidade, as piadas, o cheiro de café quentinho do meu padrasto pela manhã, a alegria dos cachorros ao nos ver… essas coisas permaneceram intactas.

 

morando fora do brasil

 

morando fora do brasil

 

morando fora do brasil

 

E por falar nos cachorros… a família aumentou. Além do Ringo e da Cookie, agora temos Nina e Belinha, as novas integrantes da família. Coração aperta só de ver essa foto e lembrar da bagunça boa que era conviver com todos eles todos os dias durante esses dois meses.

 

morando fora do brasil

 

VOLTANDO PRA HOLANDA

 

E assim como começaram, as férias também acabaram. Mas agora sem a ansidade boa de quando estavámos embarcando lá no aeroporto de Amsterdam.

No carro, meu peito ia apertando pouco a pouco conforme a distância pro Aeroporto de Guarulhos ia ficando menor. Dois meses passaram voando. Saber que na manhã seguinte quando eu acordasse já não seria mais no Brasil com a minha família doia demais e fazia meu peito sufocar. Percebi que detesto despedidas. Será que um dia elas passam a doer menos?

 

morando fora do brasil

 

O vôo de volta foi com a TAP e, assim como a ida, foi super tranquilo. Fizemos conexão de 7 horas em Lisboa e estavámos planejando deixar o aeroporto e dar uma voltinha nessa cidade linda que a gente adora, mas depois de ficar mais de 2 horas na fila da imigração mudamos de idéia e resolvemos só comer, descansar e esperar pelo nosso próximo vôo dentro do aeroporto. Mais duas horinhas e meia de vôo e estavámos de volta à Amsterdam depois de 2 meses longe.

Foi estranho! Ouvir holandês denovo, andar no trem daqui, caminhar na nossa rua, entrar em casa… tudo estava igual, mas diferente. Demorou pra que eu me sentisse em casa no meu próprio apartamento. Lembro de ter acordado várias vezes no meio da noite nos meus primeiros dias aqui, e pensar que estava no quarto da casa dos meus pais. Chorava um pouquinho de saudade e voltava a dormir.

 

morando fora do brasil

 

Enquanto escrevo esse post uma lagriminha escorre pela minha bochecha haha. Um mix de saudade, tristeza, felicidade e, acima de tudo, gratidão por ter pessoas que me amam e que eu amo tanto independente de qualquer distância ou circunstância. ♥ ♥ ♥

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR:

2 thoughts on “As nossas férias no Brasil e a saudade

  1. Que post lindo! Fiquei tocada com o laço de vocês, saudade da família é a parte mais difícil, mas é tão bom saber que, mesmo longe, eles estão sempre ali por nós… E que gente linda, tua irmã e os dogs são umas estrelas kkkk

    Aliás, falando nos sentimento tudo, não sei se tu acha legal a sugestão, mas acho q seria (é muito fofo) vídeo com TAG bem de casalzinho ou falando da história de amor, desde quando se conheceu, os feeling, ai sou a louca do romance kk, se tu se sentir à vontade e ele também seria lindo!
    Um beijo Ke, adoro teus vídeos, mas também tô sempre lendo aqui porque tua escrita é fluída, transmite bem o sentimento ou a informação q quer passar, tu escreve muito bem! <3

    1. Oi linda, muito obrigada por passar por aqui e pelo comentário!
      Vou convencer o boy a gravar uma tag amorzinho comigo hahaha podexa!
      Obrigada pelos elogios <3 beijos

Comente aqui